quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

A mágica de um novo ano



Um novo ano começou e logo percebemos que de novo não há muita coisa. Voltamos á nossa rotina e tudo parece igual ao último dia do velho ano. Se você reparar o ano novo é novo de verdade somente dentro de nós. Fora continua tudo igual, porém, é lá dentro, no interior do nosso ser, que acontece alguma mágica que dá essa sensação de renovação, de otimismo, que faz o ano ser novo mesmo.

Essa mágica me lembra aqueles jogos de quebra cabeça que quando a gente é criança é muito divertido montar e depois desmontar para poder montar tudo de novo. Acho que começar um novo ano tem a mesma graça.

A gente já sabe mais ou menos como tudo vai se seguir, a mesma rotina, o mesmo trabalho, a mesma família, mas lá no fundo há uma vontade inexplicável de querer viver tudo isso de novo.

È como aquela criança que gosta de assistir o mesmo desenho milhões de vezes e ainda continua achando graça e se surpreendendo com as mesmas coisas que já está cansada de ver.

Certamente há uma mágica nisso tudo, e acredito que essa mágica se chame Esperança.
E é essa esperança que nos faz levantar todos os dias, é ela que nos movimenta por caminhos já conhecidos, é ela que dá sentido a nossa caminhada e faz tudo valer à pena.

Para mim, isso é como um perfume que sinaliza que alguma coisa boa está próxima, é aquela agradável sensação de que está tudo certo, embora esteja vivendo um verdadeiro caos.

E que bom que essa esperança, essa mágica da vida, se renova a cada novo ano, que bom, que apesar de tudo, conseguimos continuar acreditando em um mundo melhor, mais justo e harmônico.

Que bom, que temos a oportunidade de ver a vida com o coração cheio de esperança. Realmente isso faz toda a diferença!

Nenhum comentário: